TIRAS REVIVALISMO EM MODA

Custo

Custo

Custo

Custo

Custo

Custo

Custo

Custo

Ralph Lauren

Ralph Lauren

Diane Von Furstenberg

Diane Von Furstenberg

Diesel

Diesel

Givenchy_014

Givenchy_014

Givenchy

Givenchy

Givenchy

Givenchy

Givenchy

Givenchy

Michael Kors

Michael Kors

HerveLeger_011

HerveLeger_011

Herve Leger

Herve Leger

Herve Leger

Herve Leger

Herve Leger

Herve Leger

Lacoste

Lacoste

Oscar de La Renta

Oscar de La Renta

Oscar de La Renta

Oscar de La Renta

Oscar de La Renta

Oscar de La Renta

Tiras de prender e libertar, de atar e desatar, de cobrir e destapar, tiras de muitas contradições…

Tiras cosidas em forma de gradeamentos ou cruzados anteriores e posteriores, quais janelas intrigantes que emolduram os corpos femininos.

Com uma sofisticação dedicada ao capricho das mulheres jovens, as tiras, agora em moda, seguram os vestidos de materiais em seda e algodão e têm uma grande carga citadina alusiva aos Anos 70 e 90 do séc. XX, embora com muita filtragem, o que é natural.

Repartida entre o colorido exuberante, as tonalidades claras e o preto mais “hard”, esta moda das tiras da cabeça aos pés (até nos saptos) tem as coordenadas da moda do Pronto-a-Vestir apresentado em Nova Iorque para a estação em curso.

A si leitora mais jovem, que com certeza conhece como a difusão industrial absorve de imediato as principais propostas dos estilistas, cabe-lhe procurar nas lojas ou na sua cabeça e habilidade os modelos que dentro desta novidade, mais se coadunem com o seu próprio estilo.

Marionela Gusmão