Os Campos FloridosDolce&Gabanna

Moda da Primavera 2016, projectada a um ano de distância, baseou a informação para os estilistas, costureiros e todos quantos fazem da Moda do Vestuário a sua vida, em modelos com motivos florais estampados e/ou bordados. A dupla Dolce & Gabanna que faz parte dos “nossos” mestres da costura e do estilo, abraçou a proposta e desdobrou-a até onde a imaginação criativa não conhece limites.

 

Porém, já decorreu mais de um mês da entrada da Primavera e, Sua Alteza Real, O Tempo, trocou-nos de tal modo as voltas, que pelos dias que fazem sentir a ausência do Sol, pela chuva teimosa que insiste em molhar os campos, as cidades e o mar, que é como quem diz os areais, sentimo-nos ainda no Inverno.

 

Caras leitoras, as papoilas e os malmequeres por entre os trigais vislumbram-se a quem percorre as estradas alentejanas e até são fáceis de ver nos campos em redor das cidades. Mas, o Calendário da Primavera não se está a cumprir. Será que teremos que fazer uma manifestação de rua a exigir a comparência do Sol?

 

Como vai ser na população algarvia o dia de 1 de Maio? A festa das Maias ainda se poderá fazer num recinto fechado, mas a caracolada no campo, os piqueniques da gente da serra algarvia vão ter lugar junto às lareiras?

 

Vamos esquecer esses pequenos problemas, porque pela frente se nos afiguram outros quase gigantes de difícil resolução. Vamos esquecer mesmo. Corações ao alto e muita esperança num futuro melhor.

 

Para já, aqui vos deixamos as propostas da marca Dolce & Gabanna onde a criatividade explode em cor, em paixão, em alma feminina e alegre.

 

Na singeleza dos campos existe a inspiração que o mau tempo nos proíbe viver.

 

Em cada papoila há um pouco de Cesário Verde e em cada malmequer que se desfolha com a velha “cega-rega”: “amor, muito, firme, pouco, nada…” existe a ilusão que ele ou ela se amam muito ou nem por isso…

 

Alquimia e poesia, curiosidade, desafiam os sonhos e a alegria da Primavera que tarda em chegar. Mas, virá! Caminhemos pelo itinerário da esperança, da expansão do infinito, aguardemos a singeleza das pétalas mais suaves que nos irão vestir exibindo os corpos das mulheres de todo o mundo, principalmente do mundo português, escondidos entre a folhagem verde que anima os malmequeres brancos, contrastando com a graciosidade do seu olho amarelo. Esse verde que se entrelaça com as papoulas rubras, de olhos negros.

 

Primavera, regressa, por favor, queremos caminhar de mãos de dadas contigo, mas vestidas de alegria.

 

Luísa de Mendonça Pessanha

FESTIVOS

Dia da Mãe

Natal

Páscoa

Dia do Pai

Santo António

ARTE

Exposições

Museus

Colecções

História

Notícias

MODA

Alta Costura

Prêt a Porter

Tendências

Acessórios

Notícias

BELEZA

Perfumes

Tratamento

Novidades

Looks

Cabelos

NOTÍCIAS

Perfumes

Tratamento

Novidades

Looks

Cabelos

  • Instagram ícone social
  • Twitter Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon