"REVEILLON" 2016 I 2017

2017 - RENASCER

 

Será no exacto momento da passagem do Ano 2016 para 2017 que grito com toda a minha alma e força interior: SAÚDE, PAZ, AMOR! 

São três palavras simples que reflectem os meus percursos entre as estantes onde procurei o conforto, a Palavra e a Revelação, sendo que esta última acaba para os judeus com o Antigo Testamento; para os cristãos com o Evangelho; para os muçulmanos com os 114 capítulos do Alcorão.

Não vislumbro, em nenhum dos textos sagrados que reli, um após outro, o mais leve vislumbre de ódio ou de confronto.

Em cada um dos textos sagrados, está a resposta da harmonia, da paz necessária, do encontro entre os homens…

Alguém disse que só existem duas espécies de homens: os do amor e os da guerra.

E é por isso que saudamos a esperança de que termine este tempo tão ensanguentado, infeliz e sem fé.

Como católica, agarro-me às minhas convicções de que o amor nos pode unir como um halo de Deus – e trabalhar por Ele é celebrar o Belo e o que de melhor o Homem pode consagrar-Lhe.

Nas mesas de Ano Novo, nos modelos de vestuário que proponho o meu maior desejo é uma grande pureza na celebração do Amor, da harmonia como forma de arte, da espiritualidade que nos habita.

Em toda a simbologia das Festas Natalícias, a aproximação do Ano Novo evoca-me uma visão: Renascer!

Vamos todos renascer com a alma cheia de esperança em tempos melhores?

É Ano Novo. No calendário, nas televisões, nas ruas, nos casebres e nos palácios, nos salões de Baile, nos Casinos, nas festas particulares. É Ano Novo no céu, com os brilhos do fogo-de- artifício para os que vivem nas cidades. É Ano Novo com a luminosidade das estrelas para os que habitam em climas tropicais ou nos campos onde a Paz ainda existe. É Ano Novo, na festa e, sobretudo, na esperança. Na esperança que existe, em cada um de nós, em saber encarar os acasos da sorte, os mistérios de todas as coisas secretas, o cansaço e o descanso, a história da condição humana numa festa colectiva onde todos desejamos uma nova estrada do Sol até ao Levante, a união entre a família de sangue e a outra. Acima de tudo a vontade interior de renascer.

Vamos sem distinção de credos, categorias sociais, fazer de 2017 um Ano Bom? Eu quero!

 

Marionela Gusmão

"REVEILLON" 2016 I 2017

"REVEILLON" 2016 I 2017

"REVEILLON" 2016 I 2017

"REVEILLON" 2016 I 2017

"REVEILLON" 2016 I 2017

"REVEILLON" 2016 I 2017

"REVEILLON" 2016 I 2017

"REVEILLON" 2016 I 2017

FESTIVOS

Dia da Mãe

Natal

Páscoa

Dia do Pai

Santo António

ARTE

Exposições

Museus

Colecções

História

Notícias

MODA

Alta Costura

Prêt a Porter

Tendências

Acessórios

Notícias

BELEZA

Perfumes

Tratamento

Novidades

Looks

Cabelos

NOTÍCIAS

Perfumes

Tratamento

Novidades

Looks

Cabelos

  • Instagram ícone social
  • Twitter Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon