A 91ª Cerimónia dos Óscares

 

Dolby Theatre em Hollywood, Califórnia

 

24 de Fevereiro de 2019

Na noite de domingo 24 de Fevereiro, ocorreu a 91ª cerimónia dos Oscares 2019, o maior espectáculo do cinema mundial. A cerimónia realizou-se no tradicional Dolby Theater, na Hollywood Boulevard, em Los Angeles, e foi transmitida em directo para 225 países.

 Este ano a edição dos Óscares não teve apresentadores principais, já que foi escolhida por categorias. Assim,  os prémios foram entregues de forma mais célere e a cerimónia teve um tempo de duração mais reduzido do que em anos anteriores. 

O grande vencedor da noite foi "Green Book",que mais não seja, por ter conquistado o tão desejado Óscar de Melhor Filme.
O "Green Book", foi realizado por Peter Farrelly, que partira com seis nomeações, acabando por conquistar três Óscares, entre os principais: Melhor Argumento Original, Melhor Actor Secundário, Mahershala Ali, e o Melhor Filme.

O “Bohemian Rhapsody”, recebeu quatro Óscares, como: Melhor Actor, (Rami Malek), Melhor Montagem, Montagem de Som e Mistura de Som - conseguindo reunir o maior número de prémios desta edição, numa competição que, à partida, tinha como preferidos os filmes “Roma”, de Alfonso Cuarón, e “The Favourite”, de Yorgos Lanthimos, com as suas dez nomeações, entre as quais as de melhor filme e melhor realização.

“Roma” conseguiu três Óscares, entre as categorias principais: Melhor Realização, Melhor Filme Estrangeiro (México) e Melhor Fotografia.

 “The Favourite” acabou por obter um Óscar, para o desempenho da actriz britânica Olivia Colman, como protagonista.

“Black Panther”, uma produção da Marvel dirigida por Ryan Coogler, conseguiu igualmente três Óscares, dos seis para os quais estava nomeado: Melhor Banda Sonora, Melhor Guarda-Roupa e Melhor Cenografia.

Lady Gaga conquistou o esperado prémio de Melhor Canção Original por "Shallow", a principal música do Filme: "A Star is Born". Regina King também confirmou as expectativas ao vencer o Óscar de Melhor Actriz Secundária por "If Beale Street Could Talk", dando assim a este filme um merecido Óscar. A grande surpresa surgiu na categoria de Melhor Actriz, onde Glenn Close perdeu o Óscar para Olivia Colman por "The Favourite".  

“Spider-Man: Into the Spider-Verse”, é o melhor filme de animação, “Bao”, a melhor curta-metragem de animação, “Vice”, vencedor da melhor caracterização, e “First Man”, distinguido pelos efeitos visuais, foram outros dos premiados.

O Óscar do melhor documentário foi para “Free Solo”, de Jimmy Chin e Elizabeth Chai Vasarhelyi, produzido pela National Geographic, que conta com os portugueses Joana Niza Braga e Nuno Bento, na equipa de som.

Para terminar, Spike Lee venceu, finalmente, um Óscar Não Honorário, tendo subido ao palco para receber o prémio de Melhor Argumento Adaptado por "BlacKKKlansman."

A Passadeira Vermelha Acolheu uma Verdadeira Chuva de Estrelas na 91ª Cerimónia dos Oscares 2019.

 

A Gala dos Óscares 2019, é sem dúvida, um dos eventos mais esperados do ano. Mas se a noite é dos prémios, os looks que desfilam pela passadeira vermelha – sempre uma das mais deslumbrantes – acabam por ser o assunto do momento. 

A Passadeira Vermelha presenteou-nos com visuais elegantes, vaporosos e, na sua maioria, repletos de cor, com apontamentos de excentricidade pelo meio.

Embora a gala dos Óscares seja uma grande noite de cinema, é também uma oportunidade para mostrar o melhor da Alta Costura, do Calçado e da Joalharia.

Numa noite, onde os tons metálicos e rosas dominaram a Passadeira Vermelha, com destaque para o vestido de Gemma Chan -um sumptuoso modelo de Valentino Alta-Costura ou o de Kacey Musgraves comum exemplo romântico de Giambattista Valli, sem esquecer o vestido de Schiaparelli usado por Helen Mirren. 

Entre os melhores vestidos da noite há que destacar o de Lady Gaga, que encheu a passadeira vermelha com um modelo preto com decote caicaie cintura marcada, assinado por Alexander McQueen. E se a actriz de "A Star is Born" não ganhou um Óscar da Melhor Actriz, fez história nos Óscares ao surgir na passadeira vermelha com o fabuloso Diamante Amarelo, da Tiffany,o colar usado por Audrey Hepburn, durante a apresentação do filme:“Breakfast at Tiffany's”, em 1961. Este diamante de 128 quilates, da Tiffany, foi encontrado na África do Sul em 1877 e mais tarde foi trazido para Paris, onde foi lapidado em forma de almofada. A jóia está, neste momento, avaliada em quase 30 milhões deeuros.Para completar o look, Gaga optou por um penteado inspirado no da Audrey Hepburn no filme:“Breakfast at Tiffany's” e umas luvas pretas vintage.

Entretanto, Charlize Theron surpreendeu com um novo visual, de cabelo curto e preto, envergando um vestido azul celeste que lhe deixava as costas abertas, modelo assinado pelo Dior, num visual ao estilo de Hollywood complementado pelo colar em forma de serpente Bvlgari, isto é, com o brilho dos diamantes.

A Glenn Close, apresentou um vestido com capa inspirado nas estatuetas dos Óscares, em dourado e com a cauda mais longa da noite, uma peça de Wes Gordon, director criativo da Carolina Herrera.  Mais cintilante ainda esteve Jennifer Lopez, que apresentou um vestido prateado de Tom Ford.

A prata foi, aliás, outra das tendências da noite. Além de Jennifer Lopez também as actrizes Brie Larson e Molly Sims vestiram-se de prateado e quiseram dar o seu contributo para fazer da noite um momento ainda mais brilhante.

Os detalhes também chamaram atenção, como as ombreiras e as texturas do vestido de Emma Stone, um modelo criado por Louis Vuitton.  

Finalmente, Givenchy Haute Costure assinou o modelo de Rachel Weisz que foi, provavelmente, um look mais jovem e feminino dos Óscares.

No que diz respeito aos homens, os modelosmasculinos são cada vez mais importantes na passadeira vermelha. Entre os melhores fatos destaca-se o smoking de Bradley Cooper, de  Tom Ford, que apareceu no evento acompanhado pela sua mulher, Irina Shayk, esta com um vestido preto  da Burberry. 

Outro dos homens que brilhou nesta gala foi Rami Malek, que venceu o Óscar de Melhor Actor e optou por um elegante e moderno smoking Saint Laurent. Alex Rodriguez, Trevor Noah e Christian Bale vestiram também alguns dos smokings masculinos mais elegantes da noite, onde o maior “choque” foi protagonizado por Billy Porter: o actor levou um vestido-smoking em veludo, assinado pelo criador Christian Siriano. 

Entre as nomeadas, destacamos os visuais de Amy Adams, com um vestido branco sem alças do Atelier Versace; Brie Larson, com um design de Hedi Slimane para Celine; Hellen Mirren com um modelo de Schiaparelli Haute Couture; e Emilia Clark, vestida com um design rosa deBalmain.

Theresa Bêco de Lobo

A Passadeira Vermelha

Entrega de Prémios

Sala de Imprensa

Governors Ball

Entrega de Prémios

FESTIVOS

Dia da Mãe

Natal

Páscoa

Dia do Pai

Santo António

ARTE

Exposições

Museus

Colecções

História

Notícias

MODA

Alta Costura

Prêt a Porter

Tendências

Acessórios

Notícias

BELEZA

Perfumes

Tratamento

Novidades

Looks

Cabelos

NOTÍCIAS

Perfumes

Tratamento

Novidades

Looks

Cabelos

  • Instagram ícone social
  • Twitter Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon