CARNAVAL, CARNAVAL! NINGUÉM LEVA A MAL…

Inscrito no calendário pelo qual nos regemos como a festa pagã que antecede a Quaresma, o Carnaval a sério, começa no sábado dia 10 de Fevereiro, prolongando-se no domingo dia 11, na segunda-feira dia 12 e tem o seu apogeu na 3ª. feira de Entrudo, concretamente no dia 13,  com a particularidade de, neste ano de 2018, de muitas incógnitas, criar um “imbróglio” com o dia seguinte - Dia de S. Valentim - conhecido e comemorado a 14 de Fevereiro, como o Dia dos Namorados. E nenhuma destas datas é móvel, pois temos de nos reger pelo calendário. Como fazer uma festa no dia dos Namorados se começa aí a Quaresma e, pelo menos os católicos, pagando bula ou não bula, não comem carne. Por esta, não estávamos à espera…

E quando acima escrevemos que o Carnaval a sério começa no dia 10 de Fevereiro, não o fizemos por acaso. Os tempos têm mudado tanto, as modas que os estilistas e costureiros apresentam são de tal modo extravagantes que até parecem pensadas apenas para usar nos dias de Carnaval… Com isto, pretendemos dizer que o Carnaval está de boa saúde...!

Curiosamente há quem afirme continuamente que o Carnaval está moribundo. Não concordamos. Há locais onde arrefeceu, por exemplo, na cidade de Lisboa, mas na Ilha da Madeira está em alta e em outras cidades e vilas do Continente está a surgir onde nunca tinha existido. Os festejos colectivos têm-se batido por melhorar os seus corsos e, ultimamente, há uma nítida invasão de escolas de samba que nem querem saber se o frio enregela os ossos.

Quanto a outros Carnavais, como os do Brasil, Veneza ou Nice, não há crise que apoquente os seus entusiastas.

Aliás, o Carnaval de Veneza nem tem paralelo, é o requinte elevado às pontes, quiçá à de Rialto, é a perfeição, o luxo das melhores sedas e rendas, uma bela homenagem aos grandes mercadores da cidade que por ali deambularam no Renascimento, a memória viva de um mundo que tem o seu epicentro na Piazza dei Doges.

Ai, que saudades de Veneza! Saudades das máscaras mais perfeitas que se podem imaginar. Que bom foi estar à janela do Hotel “I Gritti” para ver passar pelo Gran Canale la gente piú raffinata de Itália e do mundo.

Como não podia deixar de ser, já demos uma espreitadela ao Carnaval de Nice num dia 6 de Março, muito quentinho, mas para sentir o Carnaval mais famoso de França e ver os carros na Promenade des Anglais, aquela ida deixou-nos realizados.

Quanto ao Carnaval do Rio de Janeiro, fomos apenas uma vez, é demasiado frenético, mas ainda nos preparamos para ir à Baía.

Quanto aos Carnavais portugueses, a nossa sugestão, em termos de traje, para as idas às sociedades recreativas, às discotecas, às festas particulares…vai para todos os modelos que apresentamos, plenos de espectacularidade, contemplando os homens e as mulheres que gostam de reviver as modas do passado europeu ou de outros continentes ou, ainda, que sonham com a vanguarda arrojada.

Mas, se nenhuma destas propostas satisfizer os vossos gostos, “puxem” pela vossa criatividade, inventem um traje trapalhão ou vão ao sótão dos vossos familiares mais idosos e remexam as arcas e as gavetas, pois podem ter uma boa surpresa.

Um conselho: ria, brinque, dance e não se esqueça das serpentinas coloridas, de modo a sentir-se a mais feliz Colombina enlaçada pelo seu Pierrot.

É Carnaval, aproveite: “ninguém leva a mal”.

 

Marionela Gusmão

FESTIVOS

Dia da Mãe

Natal

Páscoa

Dia do Pai

Santo António

ARTE

Exposições

Museus

Colecções

História

Notícias

MODA

Alta Costura

Prêt a Porter

Tendências

Acessórios

Notícias

BELEZA

Perfumes

Tratamento

Novidades

Looks

Cabelos

NOTÍCIAS

Perfumes

Tratamento

Novidades

Looks

Cabelos

  • Instagram ícone social
  • Twitter Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon