MNAA Exercício do Retrato dos Séculos VI a XXI

Fruto de um trabalho exaustivo, a actual exposição do MNAA reúne 172 obras que procuram sintetizar o percurso do retrato em Portugal, dos séculos XV ao XXI.

Mais de 100 artistas dão-nos um expressivo exercício de rostos incomuns, através de óleos, desenhos, gravuras, fotografias, instalações, vídeos e esculturas. O Museu de Arte Antiga revela-nos peças cimeiras, algumas desconhecidas, vindas do estrangeiro, e um núcleo forte de obras modernas e contemporâneas. A mostra encontra-se dividida em três núcleos, “Afectivo”, “Identidade” e “Poder”, não existindo uma ordem cronológica. Segundo os comissários Anísio Franco, Filipa Oliveira e Paulo Pires do Vale, optou-se por misturar obras de vários séculos e técnicas. “A exposição não pretende ser”, anotam, “uma mera antologia dos melhores retratos portugueses”, procurando, antes, “reflectir sobre o que é um retrato e o que ele pede, de que impulso surge e quais os seus limites”.

Há sempre retratos ausentes que poderiam ter sido escolhidos, pois “um retrato transporta sempre”, sublinham os comissários, “algo de falha ao ser constituído por uma ausência”.

Do século XV existe uma única peça - cimeira na arte portuguesa - o retrato da “Princesa Santa Joana”, vinda do Museu de Aveiro, atribuída a mestre desconhecido.

Do século XVI revela-se um conjunto de miniaturas de 12 membros da casa-real, atribuído a Francisco de Holanda, retratos de D. João III e D. Catarina, de Lourenço de Salzedas, de Catarina da Áustria, de Domingo Carvalho, de Joana da Áustria e de uma Senhora e Criança, de Cristovão de Morais. Este constitue um núcleo forte, onde a retratística nacional atinge nível europeu.

O século XVII é marcado por pinturas de D. Mariana de Lemercier e D. António Souza de Macedo, por retratos aparatosos de António Pereira que revelam, no entanto, fragilidades técnicas.

A Europa tinha, na altura, El Greco, Tiziano, Rubens, Velasquez e Van Dyck, enquanto Portugal dependis de artistas secundários, caso de Avelar Rebelo, que não se encontra patente na exposição - uma das muitas gritantes ausências.

O século XVIII é marcado, na sua quase totalidade, por obras sem rasgo. Seis retratos, provenientes da antiga galeria dos Marqueses de Abrantes, algo pomposos e pouco qualificados, não revelam a sua autoria; em tempos ornamentaram um tecto do Palácio de Santos, hoje embaixada de França.

As antigas galerias de retratos das casas-nobres portuguesas não interessaram aos comissários. Se o fim dos morgadios, ao provocar divisões e partilhas, fez perder muitas colecções, outras sobreviveram, no entanto, como as dos morgados de Mateus e do Calhariz, dos condes de Sabugosa, dos marqueses de Cadaval e da Casa da Ínsua, que preservaram as suas galerias de retratos.

Do século das luzes temos ainda a realçar a Alegoria à aclamação de D. José, enorme tela guardada no Palácio das Necessidades, atribuída a Vieira Lusitano, os Anões de D. Maria II de José Conrado Pereira, pertença, outrora, dos marqueses da Ribeira e hoje do Museu de La Rochelle.

O final do século XVIII e início do XIX é marcado pela presença de inúmeras obras de Domingos Sequeira, destacando-se a Família do Visconde de Santarém, bem como obras anunciadoras do romantismo, de António Manuel da Fonseca.

1800 avança com inúmeros pintores, na sua grande maioria qualificados, mas fora do âmbito do MNAA, embora o retrato de Mariano Pina, por Columbano, integre, por legado recente, a colecção do museu.

Os séculos XX e XXI são estranhamente os mais destacados, em obras e autores, desde o naturalismo ao modernismo, acabando no abstracionismo. A exposição do MNAA acabou por secundarizar o âmbito temporal das colecções do próprio museu.

Em 2019, o MNAA pretende organizar uma exposição sobre o retrato estrangeiro em Portugal, calculando-se que os períodos marcantes sejam os séculos XVI, XVII, XVIII e XIX, dado os séculos XX e XXI serem francamente pobre em retratos qualificados.

António Brás

Jornalista e investigador de arte

FESTIVOS

Dia da Mãe

Natal

Páscoa

Dia do Pai

Santo António

ARTE

Exposições

Museus

Colecções

História

Notícias

MODA

Alta Costura

Prêt a Porter

Tendências

Acessórios

Notícias

BELEZA

Perfumes

Tratamento

Novidades

Looks

Cabelos

NOTÍCIAS

Perfumes

Tratamento

Novidades

Looks

Cabelos

  • Instagram ícone social
  • Twitter Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon