DIA DE FINADOS I HOMENAGEAR OS QUE JÁ PARTIRAM 

O mês de Novembro inicia-se com o Dia de Todos os Santos, seguido do Dia de Finados ou de Fiéis Defuntos.

Este é um dia que obriga a Igreja Universal a celebrar os fiéis que já estão junto do Senhor.

É um dia mais triste do que o anterior, que remonta ao ano de 1002, sob o pontificado de Silvestre II. Odilon de Clunny foi o primeiro a estabelecer este tocante aniversário nas diversas casas da sua Ordem.

Fiéis da igreja militante, com eles repartimos a alegria dos Santos da Igreja triunfante; hoje compadecemo-nos com as dores das almas sofredoras. Rezamos pelos que nos convidam a ter a certeza da sua felicidade, repetimos as nossas orações para os que têm as dores de alma da Igreja sofredora. Rezamos pela sua paz.

Senhor tenha piedade das almas que sofrem. Coragem!

Aos que imploram Piedade, rezamos para que alcançam o eterno descanso, entre os resplendores da luz perpétua, tal como se reza na oração que todos repetimos.

Senhor tende piedade de nós!

Jesus Cristo tenha piedade de todos!

Rezemos por todas as almas que sofrem, pois desta maneira, abriremos as portas do céu.

Depois, não esqueçamos o acto mais próximo dos que partiram, indo aos cemitérios depor flores nas suas humildes campas rasas, nas suas catacumbas ou nos mais imponentes jazigos.

O mar de flores que se vê, é uma oração grandiosa e colectiva.

Os tempos estão terríveis. O nosso pequeno mundo foi sacudido por um desabrochar de pessoas sem valores morais, sem respeito por nada nem ninguém, por homens e mulheres que só contam com o seu umbigo e nem daquelas cujo cordão umbilical lhes deixou a marca para que nunca a esqueçam, algo se passou que lhes cortou as memórias. Vivemos um mundo de gente egoísta, sem fé, de pessoas que admitem que os corpos dos seus pais sejam incinerados e que as cinzas sejam dispersas. Isto é tudo muito horrível.

Já não chega os miseráveis serviços de saúde, senão ainda quando a morte chega, o corpo de quem devíamos amar para além da vida, não é venerado como deveria ser.

Não tenho resposta e, por isso, peço indulgência para esta gente que peca por falta de humanidade.

Rezemos todos pelas almas dos que partiram, especialmente as mais abandonadas.  

Que o dia 2 de Novembro de 2016, um mau ano em todos os sentidos, seja ao menos capaz de congregar orações e elevar algumas almas para o céu.

Catarina Bacelar

FESTIVOS

Dia da Mãe

Natal

Páscoa

Dia do Pai

Santo António

ARTE

Exposições

Museus

Colecções

História

Notícias

MODA

Alta Costura

Prêt a Porter

Tendências

Acessórios

Notícias

BELEZA

Perfumes

Tratamento

Novidades

Looks

Cabelos

NOTÍCIAS

Perfumes

Tratamento

Novidades

Looks

Cabelos

  • Instagram ícone social
  • Twitter Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon