Cintos I Os Acessorios + em Moda

Dior

Alberta Ferretti

Dior

Elie Saab

Chanel

Fay

Fausto Puglisi

Fay

Fay

Au Jour Le Jour

5 Au_Jour_Le_Jour_1505809

Au Jour Le Jour

Aigner

Alberta Ferretti

Alberta Ferretti

Alberta Ferretti

Alberta Ferretti

Bottega Veneta

Victoria Beckham

Alexander Wang

Alexander Wang

Bottega Veneta

Fausto Puglisi

Alexander Wang

Fausto Puglisi

Cristiano Burani

Alexander Wang

Bottega Veneta

Dolce Gabbana

26 Fay_1499096

Armani

Armani

Armani

Chanel

Chanel

Chanel

Chanel

Os cintos, acessórios de moda que já foram tema de um texto de investigação histórica na Revista Moda & Moda nº. 18 a pág. 19 e seguintes, merecem sempre um lugar especial nesta revista, já que a sua directora colecciona Fivelas desde a sua juventude.

As fivelas são importantes, mas nem todos os cintos se apertam com esse acessório que lhe dá um valor acrescentado.

O cinto, resumidamente, é um acessório de moda, que se caracteriza por uma tira de cabedal, camurça, peles de animais, ditos selvagens, e em tecido igual ao modelo que segura ou o enfeita diferenciadamente, no mesmo tom ou a contrastar.

Em via de regra, uma das pontas do cinto, quer de homem ou senhora, contém uma fivela, que se prende nos furos da ponta oposta.

Os cintos datam da Idade do Bronze, anterior, portanto, à Idade do Ferro. No séc. V a.C, os persas prendiam as suas adagas a cintos duplos; os romanos 130 anos d.C prendiam as suas togas com cintos muito estreitos; as mulheres romanas do séc. IV d.C, usavam-no debaixo do peito e os homens na região da cintura; os bizantinos de ambos os sexos fizeram muito uso do cinto. Mais tarde, durante a Idade Média, onde falamos do Gótico Séc. XIV e XV, do “Quattrocento Italiano (séc. XV) e do Renascimento italiano (séc. XV) os cintos também serviam para pendurar as bolsas achatadas, então em voga, e por todos os países europeus que tiveram a sua própria moda, tais como a França, a Alemanha e a Espanha.

Quando se fala de cintos, sabemos que em Portugal no séc. XVIII, os usava eram adornados com fivelas com pedras do Brasil (topázios, minas novas, crisólitas…), muito embora os mais endinheirados caprichassem no uso de fivelas de ouro com diamantes.

Na moda feminina, os cintos quase nunca deixaram de sair à rua. Os cintos masculinos tal, como hoje os conhecemos, datam dos Anos 20 do séc. XX.

A novidade maior desta nova temporada é o uso da união de três cintos com fivelas diferentes – uma proposta da feminíssima estilista Alberta Ferretti, embora este acessório esteja mesmo no topo da moda.

Mas, caros senhores da política, não nos mandem apertar mais os cintos. Podemos soltar as cangalhas…

 

Luísa de Mendonça Pessanha 

FESTIVOS

Dia da Mãe

Natal

Páscoa

Dia do Pai

Santo António

ARTE

Exposições

Museus

Colecções

História

Notícias

MODA

Alta Costura

Prêt a Porter

Tendências

Acessórios

Notícias

BELEZA

Perfumes

Tratamento

Novidades

Looks

Cabelos

NOTÍCIAS

Perfumes

Tratamento

Novidades

Looks

Cabelos

  • Instagram ícone social
  • Twitter Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon