As aulas começaram!

O primeiro dia de aulas, a primeira semana, o primeiro mês…

Para uns é o retomar de rotinas apenas interrompidas, para outros é a novidade absoluta. O coração de mãe e pai aperta-se num misto de orgulho, preocupação e saudade antecipada. Afinal o nosso bebé já vai para a escola dos “crescidos” e está a dar os passos iniciais de um desafiante caminho: o da descodificação das enigmáticas letras e caprichosos números.

 Bom, hoje dedicamo-nos aos mais pequeninos para tecer algumas considerações e lançar questões. Exactamente em que idade se começa o caminho da escolarização? Confessa quem escreve este texto ser do tempo em que se começava a escola aos 6/7 anos. Era nessa altura que, muito embora muitos já tivessem usufruído de uma pré- aprendizagem com a mãe ou a avó, tudo começava de facto ali, naquele mágico e avassalador primeiro dia de todos os dias.

O que se fizera em casa tinha sido envolvido em taças de arroz doce, e pão com marmelada, no descanso da brincadeira no jardim, intervalando as conversas com o amigo imaginário, (eu tinha logo uma família…). O que se pretende dizer é que, não desvalorizando a seriedade das aprendizagens, elas fluíam com naturalidade ao longo da nossa existência inocente. Tínhamos uma vida,  os que não sofreram o infortúnio de outra sorte, à qual não se negava o direito a ser criança, rindo e trepando às árvores, jogando ao pião e saltando à corda, criando universos paralelos e tecendo um tempo que esticava e era longo, longo como nunca mais voltaria a ser.

Hoje isso já não acontece. São raras as situações em que as crianças ficam com a família até à idade de entrar no 1º ciclo. Sejamos claros:  a integração num espaço de actividades colectvas é importante e essencial a uma melhor adaptação à escola e por isso não estamos aqui a defender uma entrada tardia num espaço escolar. Porém se pudermos adiar até aos 3 anos será excelente e, mesmo a partir dessa idade, o tempo em ambiente escolar deve ser gerido com muito cuidado. Considerando que de tarde a criança deve dormir uma sesta se pudermos oferecer-lhe o conforto da sua casa para o fazer, melhor. Mas existe uma outra questão: a prematura escolarização, em termos académicos, das crianças. Actualmente, o pré- escolar é pressionado para que sejam atingidas metas e objectivos que desde há uns anos têm engolido, numa voragem de estatísticas e burocracia, as escolas deste país.  A introdução de conceitos de produtividade fabril num contexto de aprendizagens e aquisição de conhecimentos, tem sido o elefante branco de que ninguém fala e que tem destruído a alma da Escola e deturpado realidades. O alargamento destes conceitos a uma fase inicial do percurso de uma criança é absolutamente criminoso de todos os pontos de vista. Está demonstrado que aplicar exigências e planos de trabalho em idades precoces tem efeitos contraproducentes. Citamos apenas dois, porque são estruturalmente graves e com consequências para a vida.

1º Inibe-se o direito à infância em pleno e é na brincadeira, no jogo, nas actividades plásticas que se desenvolve a destreza, a criatividade, as competências cognitivas.

2º Anula-se o efeito de deslumbramento que tanto nos empolgava quando mergulhávamos no mundo dos livros escolares. E ao perder a magia da descoberta, do novo, a criança entra na escola já saturada.

Fica então um conselho: não permitam a escolarização prematura que poderá mesmo comprometer, no futuro, o sucesso académico. Respeitar o ritmo natural da criança será sempre a melhor maneira de garantir uma entrada feliz na escola e um caminho tranquilo.

 

Voltaremos à conversa

Ana Paula Timóteo

  • Instagram ícone social
  • Twitter Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon

FESTIVOS

Dia da Mãe

Natal

Páscoa

Dia do Pai

Santo António

ARTE

Exposições

Museus

Colecções

História

Notícias

MODA

Alta Costura

Prêt a Porter

Tendências

Acessórios

Notícias

BELEZA

Perfumes

Tratamento

Novidades

Looks

Cabelos

NOTÍCIAS

Perfumes

Tratamento

Novidades

Looks

Cabelos

  • Instagram ícone social
  • Twitter Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon