Amarelo I Cor da Fome ou da Alegria?

Band of Outsiders

Creatures Of the Wind

Francesco Scognamiglio

Julien Fournie

Giambattista Valli

Giambattista Valli

Julien Fournie

Jean Paul Gaultier

Jean Paul Gaultier

Giambattista Valli

Quase todos nós, desde crianças, ouvimos o provérbio: “Se não houvesse ruim gosto, o que seria do amarelo”. E estas expressões, muito repetidas, são quase sempre lições da sabedoria popular.

Mas, pela parte que nos toca, consideramos que quem acha o amarelo uma cor de mau gosto, como explica que ela esteja repetidamente na moda?

Sinónimo de amadurecimento, áureo, desmaiado ou fulvo, o amarelo tem várias gradações resultantes das substâncias corantes utilizados na tinturaria dos tecidos (amarelo de Nápoles, amarelo-de-crómio, entre outros corantes artificiais) e é, desde os Anos 60 do séc. XX – a década das grandes revoluções estéticas e de pensamento – uma cor que, ininterruptamente, sai e entra na moda.

Na actual temporada (Primavera/Verão 2017), o amarelo claro quase a confundir-se com o tom de areia das praias algarvias, o amarelo vivo prestes a enredar-se com o alaranjado numa consciência quase colectiva que esta cor transmite luz e vida, é quase um abanão para a apatia em que se vive.

A conjuntura económica, de tão incerta, destrói a paciência dos mais calmos e o consumo de comprimidos anti-depressivos dispara nas vendas das farmácias. Há que ter força interior para combater o “stress” e não nos deixarmos vencer pelas múltiplas contrariedades que nos surgem.

Ora, o amarelo é um “tónico” que revigora a alma.

Muito embora a China da actualidade já não tenha imperadores – o último foi o pobre Hsuan-T´ung (1900-1911) – até chegar a peste cinzenta do Mao Tse Tung que quis ser e foi um dos maiores malfeitores da Humanidade, o amarelo foi a cor exclusiva dos antigos Imperadores da China. À luz da clarividência do nosso tempo, até custa a acreditar.

Pelos muitos anos que temos levado a estudar a moda do traje civil e a mantermo-nos sempre informados, não temos qualquer dúvida que o vestuário é o grande responsável pela nossa aparência.

O amarelo é uma das cores da Moda do Verão 2017, em modelos desportivos, de dia ou de festa. Ele é a sublimação estética da cor do Sol – o astro central do nosso sistema planetário – e vamos usá-lo de forma audaz, viva e forte, para combater a carga negativa da ideia da fome de modo a transformar pesadelos em alegrias. Porque será que o nosso muito amado Jean Paul Gaultier até usou tecidos com girassóis estampados? Viva o Amarelo. Viva a vida acima de todos os horizontes.

 

Marionela Gusmão 

  • Instagram ícone social
  • Twitter Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon

FESTIVOS

Dia da Mãe

Natal

Páscoa

Dia do Pai

Santo António

ARTE

Exposições

Museus

Colecções

História

Notícias

MODA

Alta Costura

Prêt a Porter

Tendências

Acessórios

Notícias

BELEZA

Perfumes

Tratamento

Novidades

Looks

Cabelos

NOTÍCIAS

Perfumes

Tratamento

Novidades

Looks

Cabelos

  • Instagram ícone social
  • Twitter Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon