Chapéus… de cabeça coberta

De cabeça coberta e em liberdade! De cabeça coberta com fantasia e graça! De cabeça coberta com garridice, com cerimónia, com criatividade.

Se ainda não se deram conta, os lenços à Anos 60, os turbantes garridos, colocados com arte, os chapéus em tecido com abas, lenços a prender os cabelos com pontas caídas ou laçadas, tudo o que já se viu, está aí de novo. Até as boinas do Guevara em cores garridas não escapam.

Nesta onda de cabeças cobertas, o nosso muito amado Jean Paul Gaultier foi até Marrocos e desencantou, talvez ao som de uma flauta que tenha feito subir uma serpente e captou um “Fez”, dois, três… que Yves Saint Laurent tanto amava.

Ah!!!!  Como faz falta saber a História da Moda! Não escreve de moda quem quer. É absolutamente necessário saber interpretar, saber datar, saber…

Cruzar na rua com uma mulher de chapéu não significa que a mesma já tenha mais de setenta anos. Até pode ter trinta e nem ir a qualquer cerimónia especial e nem sequer ser uma excêntrica.

No verão 2016, o “atrevimento” é, cada uma de nós cobrir a cabeça ou andar com os cabelos ao vento, conforme lhe apetecer. Em liberdade! 

Marionela Gusmão

FESTIVOS

Dia da Mãe

Natal

Páscoa

Dia do Pai

Santo António

ARTE

Exposições

Museus

Colecções

História

Notícias

MODA

Alta Costura

Prêt a Porter

Tendências

Acessórios

Notícias

BELEZA

Perfumes

Tratamento

Novidades

Looks

Cabelos

NOTÍCIAS

Perfumes

Tratamento

Novidades

Looks

Cabelos

  • Instagram ícone social
  • Twitter Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon