Vermelho I Pronto-a-vestir OUT/INV 2021

Andrew Gn

Acheval

Acheval

Andrew Gn

Andrew Gn

Andrew Gn

Boyarovskaya

Christian Dior

Christian Dior

Courreges

Courreges

Dries Van Noten

Dries Van Noten

Dries Van Noten

Ellery

Shiatzy Chen

Shiatzy Chen

«A moda é maravilhosa! Que Deus seja louvado por haver criado a mulher, a maçã e a Alta Costura francesa, disse  Pierre-Yves Guillen».

 

Muito embora este espaço nem sempre se dedique à Alta Costura, aprovamos os louvores de Pierre-Yves Guillen porque a Alta Costura é o motor que move a sensibilidade dos costureiros, o seu entusiasmo e paixão – a única receita capaz de impulsionar o pronto-a-vestir, de modo a estabelecer, com maior entusiasmo, o circuito entre os lojistas e as consumidoras.

«A moda é maravilhosa» mas porquê, se ela é tão efémera?

Quanto a nós, é maravilhosa porque, mesmo quando se socorre de uma cor igual ou de um tecido idêntico, se for criada pela mão de um mestre há nela, com certeza, um factor imponderável que deixa ver, em cada peça, um acto criativo.

A moda que apresentamos em vermelho, é (perdoem-nos a modéstia) maravilhosa. A sua cor, universalmente considerada como o símbolo fundamental do princípio da vida, incita à acção, à força impulsiva do viver.

Por isso, os modelos mostram mulheres triunfantes que voltam as costas às depressões para viverem intensamente as horas de cada dia.

Em certos povos orientais, o traje vermelho designa a harmonia e a expansão – um bom motivo para que o Ocidente proclame que a moda desta cor é duplamente fascinante.

Marionela Gusmão