David Drebin I “Collectors Edition”

Capa do livro „Collectors Edition“ David Drebin Créditos da Imagem: © David Drebin / teNeues

David Drebin a Trabalhar. Cortesia David Drebin.

Modelo com um Vestido Laranja, 2009 David Drebin Créditos da Imagem: © David Drebin / teNeues

Canyon dos Sonhos, 2016. David Drebin. Créditos da Imagem: © David Drebin / teNeues

Salpicando o Coração, 2018. David Drebin Créditos da Imagem: © David Drebin / teNeues.

Esperando pela Chamada, 2009. David Drebin Créditos da Imagem: © David Drebin / teNeues

Vestido Vermelho em Paris, 2013. David Drebin Créditos da Imagem: © David Drebin / teNeues

Senhora com Contas de Flores,2020. David Drebin Créditos da Imagem: © David Drebin / teNeues

O escapista, 2020. David Drebin Créditos da Imagem: © David Drebin / teNeues

Deslocado para Longe,2018. David Drebin Créditos da Imagem: © David Drebin / teNeues

Rosa Explosiva, 2013. David Drebin Créditos da Imagem: © David Drebin / teNeues.

David Drebin, um dos mais reconhecidos artistas contemporâneos, lançou recentemente a sua nova obra-prima intitulada “Collectors Edition”. O livro, que representa um portfólio exclusivo das 50 obras mais icónicas de Drebin, vem em uma edição limitada de 500 cópias numeradas e assinadas. Com a sua reprodução de alta qualidade das fotografias, recursos luxuosos e formato enorme, esta monografia de grandes dimensões é uma obra de arte excepcional. O “Collectors Edition” está disponível em inglês, alemão e francês.

 

David Drebin é um fotógrafo e autor multidisciplinar americano que cria fotografias de edição limitada, lightboxes, instalações de luz neon, esculturas e gravuras em vidro.

De uma forma única, o trabalho deste artista combina pontos de vista de fantasia e psicológicos. Ele oferece ao espectador uma visão dramática das emoções e experiências que muitos de nós, sem dúvida, já sentimos em algum momento das nossas vidas.

David Drebin nasceu em 1970 no Canadá e actualmente reside em Nova Iorque, está entre os mais reconhecidos artistas contemporâneos da actualidade. Depois de se formar na Parsons School of Design em 1996, começou a sua carreira a realizar fotografias comerciais e de publicidade e rapidamente tornou-se num fotógrafo com reconhecimento internacional, criando imagens de estrelas de cinema, personalidades do desporto e vários artistas e, posteriormente, teve encomendas para inúmeras campanhas publicitárias de grande importância em todo o mundo.

A primeira mostra do fotógrafo começou na galeria Fahey Klein, em Los Angeles, em 2004. Elton John tem comprado o seu trabalho, tornando-se um coleccionador frequente de David Drebin. No ano seguinte o fotógrafo expôs a sua obra no CAMERA WORK, em Berlin. Desde então, o artista tem trabalhado com várias celebridades, enquanto a sua obra tem sido apresentada em inúmeras exposições na última década, incluindo Viena, Amesterdão, Bruxelas, Paris, Berlim e Istambul, e também em muitas das feiras de arte mais prestigiadas. Hoje, mais do que nunca, as suas imagens continuam a atrair, em todo o mundo, os amantes da fotografia e coleccionadores.

David Drebin é mais conhecido pelo seu estilo narrativo cinematográfico com “femme fatales” em cenários imaginativos e dramáticos, assim como paisagens oníricas e urbanas que captaram o nosso anseio por lugares distantes ou encontros misteriosos e inesperados. Drebin usa técnicas de iluminação distintas para captar momentos mágicos e fascinantes, criando imagens que são clássicas e ao mesmo tempo contemporâneas.

Com base no sucesso internacional das suas obras de arte, e depois de publicar os seis livros best-sellers com teNeues na última década, David Drebin é um contador de histórias que nos permite mergulhar num outro mundo com as suas fotografias e nos incentiva a sonhar. A sua publicação “Collectors Edition” com as 50 imagens icónicas foram apresentadas em feiras e exposições de arte. Todas as suas imagens foram lançadas como edições limitadas, muitas das quais esgotadas. Drebin desenvolveu o seu próprio estilo de assinatura que garante que as suas fotografias sejam sempre instantaneamente identificáveis como “Drebins”.

“Na Primavera de 2005, descobri o trabalho de David Drebin durante uma visita a uma galeria em Los Angeles. As suas fotografias faziam parte de uma exposição colectiva intitulada Juventude sem limites. O trabalho deste jovem artista é uma mistura de sonho e realidade e encheu-me de fascínio”, disse: Hendrik teNeues.

As imagens de Drebin são épicas, dramáticas e cinematográficas - uma combinação única de perspectivas psicológicas e de fantasia. Os espectadores têm uma visão emocionante dos sentimentos e experiências dos protagonistas nas suas imagens de mundos de sonho. A intenção do fotógrafo é libertar-nos das regras da vida quotidiana e permitir-nos participar dos anseios, esperanças e sonhos das suas modelos. Os seus ambientes brilhantes como Nova Iorque, Hong Kong, Los Angeles, Londres, Paris, Jerusalém e São Francisco costumam servir como cenários de tirar o fôlego - frequentemente como uma homenagem ao cinema de Hollywood. O seu trabalho tem uma certa estética da arte pop, conferindo a cada tema, glamour e modernidade.

 

“Um dos frutos da nossa estreita colaboração foi a apresentação do trabalho de David Drebin à editora teNeues, que resultou em diversos projectos de livros”, afirmou Hendrik teNeues.

David Drebin é um mestre na sua área e a sua obra única é caracterizada pela complexidade. Sejam as “femme fatales” encenadas misticamente ou paisagens que convidam à contemplação meditativa, todos os seus trabalhos têm um factor em comum: tornaram-se clássicos num curto período de tempo. David Drebin agora compilou 50 das suas obras mais notáveis nesta edição de coleccionador de grande formato, limitada a 500 cópias.

De uma forma única e opulenta, Drebin encena modelos em cenários gigantescos de cidades por ele escolhidas. Os panoramas das grandes cidades, que pelo seu formato são uma homenagem ao cinema, servem de cenário cinematográfico. Com os seus arranha-céus impressionantes, elas fornecem ao observador uma superfície quase infinita para a imaginação. A tensão e a profundidade distintas nas suas fotografias surgem da combinação livre de temas diferentes, como humor, melancolia e sensualidade.

Drebin é representado por algumas das melhores galerias de arte do mundo, incluindo CAMERA WORK em Berlim, Contessa Gallery, Galerie de Bellefeuille em Montreal, Art Angels Gallery em Los Angeles, Preiss Fine Arts em Viena, Immagis Gallery em Munique e Fahey Klein em Los Angeles.

David Drebin lançou com exclusividade muitos livros com a teNeues Publishing, incluindo The Morning After, Beautiful Disasters, Chasing Paradise, Dreamscapes, Love and Lights e Before They Were Famous. A monografia limitada e superdimensionada de David Drebin, Collectors Edition é o sétimo livro publicado pela teNeues.

Drebin ficou conhecido pelos seus retratos de estrelas de cinema, personalidades do desporto e outros artistas. O que muito o foram os contratos para campanhas publicitárias em todo o mundo.

Histórias de amor e paisagens estão na base dos cenários, retratos e esculturas de néon de David Drebin. A sua monografia “Love and Other Stories” (2007) apresenta mulheres solitárias em quadros urbanos - prédios de apartamentos altos e terraços, viadutos de rodovias e quartos de hotel. Vestidas alternadamente com biquínis, vestidos de gala e camisolas, as mulheres parecem estar em vários estágios de um caso de amor. Elas fazem um ar apaixonado enquanto se deitam em sofás e sobem grandes escadarias; as suas pernas emergem de portas de habitações e portas de carros, com os seus corpos ocultos assumidamente envolvidos em abraços amorosos. As paisagens urbanas de Drebin apresentam vistas deslumbrantes de locais célebres como Jerusalém, Paris e Nova Iorque e incorporam recursos naturais e construídos. Em San Francisco Dusk (2010), com uma grade iluminada de edifícios alcança o horizonte azul enevoado do Oceano Pacífico.

Na sua série “Dreamscapes”, David Drebin retrata mais do que meras paisagens urbanas; em vez disso, revela a característica de profundidade inconfundível de cidades suas preferidas. Às vezes, as paisagens urbanas parecem narrativas épicas e, emergem enigmaticamente da névoa, trazendo consigo grande suspense.

Em alguns dos seus trabalhos anteriores, Drebin retratou a beleza feminina de uma variedade enorme de formas: inacessível, ansiosa e muitas vezes de fantasia.

Drebin também conta as suas histórias visuais por meio de instalações instigantes de néon, muito procuradas no mercado internacional de arte: palavras bem iluminadas sobre o amor e a sensualidade feminina, sobre os desejos secretos da “Femme fatale”. Da fotografia à escultura e à arte 3D, Drebin tem uma obra extremamente variada e um estilo em constante evolução.

Os trabalhos podem ser vistos em publicações incluindo National Geographic, Vanity Fair e Rolling Stone. As suas imagens foram vendidas por elevadas quantias em casas de leilão de prestígio. Existem agora muitos livros que apresentam uma visão abrangente do corpo da obra de Drebin, incluindo The Morning After (2010), Beautiful Disasters (2012), Chasing Paradise (2015) e Dreamscapes (2016).

O trabalho de Drebin é frequentemente descrito como épico, espetacular, dramático, cinematográfico, sonhador, imaginativo, inteligente, sexy, elegante, inesperado e às vezes até engraçado - proporcionando algo para todos, apelando para novos patronos das artes e os mais sofisticados dos colecionadores.

A sua visão única, com profundidade distinta e muitas vezes com paixão ou imagens cheias de tensão fornecem uma superfície infinita para a imaginação tornando o seu trabalho altamente desejável como arte para adornar e completar os mais belos espaços, bem como, para campanhas periódicas de alto nível.

Ao longo de sua carreira, Drebin trabalhou com indivíduos, celebridades da lista e marcas importantes, como Mercedes, American Express, Adidas, The May Fair Hotel, MTV, Nike, Breil, Sony, Davidoff e muitos mais. Ele contribuiu para as principais publicações, como Vanity Fair, New York Times Magazine, Rolling Stone, GQ, Condé Nast Traveler, National Geographic e ELLE.

O fotógrafo David Drebin, reconhecido internacionalmente é célebre por criar fotografias espectaculares de temas deslumbrantes, incluindo imagens. que contam uma história, cenas fantásticas com pessoas e cidades / paisagens oníricas que evocam emoções, perspectivas psicológicas e reflexões perspicazes sobre a imaginação e as experiências dos próprios espectadores.

 

Theresa Bêco de Lobo